Bolsonaro diz que Ribeiro demonstrou ‘preocupação’ em assumir o MEC

Novo ministro foi nomeado para a pasta na última sexta e tomou posse nesta quinta-feira

  • Por Jovem Pan
  • 16/07/2020 16h59 - Atualizado em 16/07/2020 17h00
Marcos Corrêa/PRBolsonaro participou por videoconferência, já que cumpre quarentena após ter sido diagnosticado com Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro participou por videoconferência na tarde desta quinta-feira, 16, da posse do novo ministro da Educação, Milton Ribeiro. Bolsonaro, que cumpre quarentena após ter sido diagnosticado com Covid-19, citou diversas vezes a “dificuldade” em assumir este cargo, e disse que, nas poucas conversas que tiveram, Ribeiro demonstrou preocupação.

“As poucas vezes em que conversamos, foram palavras sinceras e abertas, e você mostrava que estava preocupado em assumir o MEC, porque os desafios são enormes. Você disse que estava deixando comodidades para enfrentar um grande desafio longe do seu habitar”, afirmou o presidente. “Sabemos da sua dificuldade e do [Abraham] Weintraub, que nos deixou a pouco tempo. Mas a transição será tranquila, e você precisará colocar ao seu lado gente com o mesmo espírito que o seu”, continuou.

Ribeiro foi nomeado para a pasta na última sexta. Ele é graduado em Direito e Teologia, doutor em Educação pela Universidade de São Paulo (USP), mestre em Direito pelo Mackenzie e pastor. Ele assume o Ministério da Educação em meio à suspensão das aulas em todo o Brasil, provocada pela pandemia do novo coronavírus e com o adiamento da principal prova de ingresso ao ensino superior – o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano acontecerá em janeiro e fevereiro de 2021. Em seu discurso de posse, o novo ministro defendeu o ensino público e criticou o que chamou de “políticas e filosofias educacionais equivocadas”.