Bolsonaro tira Joice Hasselmann da liderança do governo no Congresso

‘A ingratidão impera neste governo’, diz Hasselmann

  • Por Jovem Pan
  • 17/10/2019 14h18
Wilson Dias/Agência BrasilUma das outras razões para Hasselmann ter sido retirada é a intenção de disputar a prefeitura de São Paulo

O presidente da República, Jair Bolsonaro, substituiu a liderança do governo no Congresso nesta quinta-feira (17). No lugar da deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP) foi colocado o senador Eduardo Gomes (MDB-GO).

A mudança marca mais um capítulo da crise interna enfrentada pelo PSL. Hasselmann havia assinado a lista de apoio à manutenção do deputado Delegado Waldir (GO) na liderança do PSL na Câmara — lista que foi validada pela Câmara no início da tarde. Bolsonaro, no entanto, apoiava a indicação do filho, o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), ao cargo.

Em entrevista ao comentarista da GloboNews Valdo Cruz, Hasselmann confirmou que foi retirada do cargo pelo Palácio do Planalto. “A minha alforria enfim chegou, eu já estava cansada de fazer discurso no plenário para consertar as trapalhadas deste governo”, disse.

Ela contou, ainda, que conversou com o secretário de Governo, Luiz Eduardo Ramos, e declarou a ele que “a ingratidão impera neste governo”. “Está acontecendo comigo o que aconteceu com Gustavo Bebianno e Santos Cruz”, concluiu a deputada. Ambos foram afastados do partido após discordâncias com Bolsonaro e seus filhos.

Uma das outras razões para Hasselmann ter sido retirada é a intenção de disputar a prefeitura de São Paulo. A sua candidatura não é apoiada por Eduardo, que quer lançar pelo PSL o apresentador José Luiz Datena.