‘Vamos acabar com o cocô do Brasil’, diz Bolsonaro sobre comunistas

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2019 13h52
Alan Santos/PRNão é a primeira vez que Jair Bolsonaro fez declarações polêmicas envolvendo "cocô"

O presidente Jair Bolsonaro esteve na cidade de Parnaíba, no Piauí, nesta quarta-feira (14), onde inaugurou uma escola militar do Serviço Social do Comércio (Sesc) que recebeu seu nome. Em discurso, o presidente afirmou que vai “acabar com o cocô do Brasil” e disse que esse cocô seria “essa raça de corruptos e comunistas.”

Aos gritos de “mito”, Bolsonaro ainda afirmou que pretende acabar com o que chamou de turma vermelha, referindo-se aos comunistas. “Nas próximas eleições, nós vamos varrer essa turma vermelha do Brasil. Já que na Venezuela está bom, vou mandar essa cambada para lá. Quem quiser um pouco mais para o Norte, vai até Cuba.”

A fala aconteceu enquanto ele discursava sobre os governadores da região Nordeste. O estado do Piauí é governado por Welligton Dias, do PT.

Declaração polêmica

Não é a primeira vez que Jair Bolsonaro fez declarações polêmicas envolvendo “cocô”. Na sexta-feira (9), o presidente sugeriu a um repórter “fazer cocô dia sim, dia não” como solução para preservar o meio ambiente.

Bolsonaro comentava a atuação do setor agrícola brasileiro quando foi questionado se seria possível ao país crescer economicamente preservando os recursos naturais. “Sim. É só você deixar de comer um pouquinho”, respondeu. “Quando se fala de poluição ambiental, é só você fazer cocô dia sim, dia não, que melhora bastante a nossa vida, também.”