Bolsonaro volta a questionar números de desmatamento: ‘Muito altos’

Presidente ainda afirmou que irá chamar o chefe do órgão para depor em Brasília

  • Por Jovem Pan
  • 22/07/2019 15h52
Marcos Corrêa/PR

O presidente Jair Bolsonaro voltou a questionar os números divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) sobre o desmatamento no Brasil. Nesta segunda (22), ele afirmou que os dados são “muito altos” e que é necessário ter “mais responsabilidade” na divulgação dos relatórios.

“O chefe do Inpe será ouvido pelos ministros, para conversar com ele para que isso não continue acontecendo”, disse, completando: “É o mesmo que um cabo passar uma notícia sem passar pelo capitão, coronel ou brigadeiro. Não está certo isso aí”.

Bolsonaro questionou a interpretação dos dados: “Quando você pega os dados, a pessoa conduz para aquele lado”. Segundo ele, “o mundo inteiro leva em conta” a questão ambiental, e a divulgação de dados como esse pode prejudicar negociações bilaterais e do Mercosul.

Na semana passada, o diretor do Inpe, Ricardo Magnus Osório Galvão, rebateu as acusações. Em entrevista, ele ressaltou a credibilidade internacional do instituto, e desafiou o presidente a repetir as falas “cara a cara”, além de enfatizar que Bolsonaro precisa entender que não pode falar em público “como se estivesse em um botequim”.

“O presidente não tem noção da respeitabilidade que os dados do Inpe e que os pesquisadores do Inpe têm. É uma ofensa o que ele fez. Eu espero que ele me chame a Brasília para eu explicar o dado e que ele tenha coragem de repetir, olhando frente a frente, nos meus olhos. Eu sou um senhor de 71 anos, membro da Academia Brasileira de Ciências, não vou aceitar uma ofensa desse tipo. Ele que tenha coragem de, frente a frente, justificar o que ele está fazendo”, desafiou o diretor.

Estadão Conteúdo