Bombeiros: CT do Flamengo que pegou fogo estava com documentação irregular

  • Por Jovem Pan
  • 08/02/2019 14h22
Fábio Motta/Estadão ConteúdoDe acordo com a corporação, o local não possuía o Certificado de Aprovação (CA)

O Corpo de Bombeiros Militares do Rio de Janeiro (CBMERJ) informou que o CT do Flamengo que foi atingido por um incêndio nesta sexta-feira (8) não estava com a documentação regularizada. De acordo com a corporação, o local não possuía o Certificado de Aprovação (CA) – que atesta que a instalação está de acordo com a legislação vigente no que diz respeito a dispositivos contra incêndio.

Os bombeiros ressaltaram, no entanto, que isso não significa necessariamente que o CT não era seguro. “Importante esclarecer que a não existência do CA não significa, por si só, que o local não possuía os dispositivos, e sim que não era aprovado pelo CBMERJ.”

A corporação afirmou ainda que o CA não se trata de alvará de funcionamento (documento exigido para estabelecimentos comerciais) ou habite-se (para imóveis residenciais), emitidos pela Prefeitura, mas faz parte de um processo de legalização de edificações que envolve outros órgãos.

Suspeitas de curto-circuito no ar-condicionado

Segundo suspeitas iniciais, cogitadas por jogadores e pelo vice-governador Cláudio Bomfim de Castro e Silva, a explosão de um aparelho de ar-condicionado teria sido a causa do incêndio. Ele afirmou, porém, que ainda é cedo para dizer se houve um problema no aparelho ou na corrente elétrica.

Até o momento, 10 mortes foram confirmadas. Outros três jovens ficaram feridos.

*Com Estadão Conteúdo