Bombeiros tentam resgatar corpos de seis vítimas após queda de helicóptero

  • Por Rafael Iglesias
  • 25/11/2018 12h50 - Atualizado em 25/11/2018 13h11
DivulgaçãoAeronave pertencia a empresa farmacêutica; vice-presidente estava a bordo

O Corpo de Bombeiros organizou uma operação, neste domingo (25), para resgatar os corpos de seis vítimas fatais da queda de um helicóptero em Campos do Jordão – no interior do estado de São Paulo. O acidente aconteceu no sábado (24), na região do Pico do Itapeva.

De acordo a corporação, a aeronave está em área de barranco, o que dificulta o trabalho dos cerca de 30 bombeiros que são acompanhados por equipes de perícia da Polícia Técnico-Científica, da Defesa Civil e da Força Aérea – responsável por investigações do tipo.

O helicóptero, da indústria farmacêutica Cristália, havia partido de Itapira (SP) durante a manhã e desapareceu dos radares. À noite, um sinal de rádio foi captado e os bombeiros conseguiram levantar as coordenadas de localização. Havia chuva e neblina na região.

Vítimas

Em nota, a laboratório Cristália informou que estavam na aeronave a vice-presidente do conselho da empresa Kátia Stevanatto Sampaio, acompanhada do marido, Paulo Sampaio, do marceneiro Ranoel Sholl e da arquiteta Leticia Telles.

Os outros ocupantes eram o piloto e o copiloto Antonio Landi Neto e Juliano Martins Perizato. “Não há sobreviventes”, informou a empresa, que lamentou “profundamente a perda irreparável que este acidente causou”.