OMS: Brasil ainda não atingiu o pico da pandemia do coronavírus

Entidade acredita que a doença não está ‘sob controle’ na América Latina

  • Por Jovem Pan
  • 24/06/2020 14h48 - Atualizado em 25/06/2020 08h00
Salvatore Di Nolfi/EFEMichael Ryan, diretor do programa de emergências da OMS

O Brasil ainda não atingiu o pico da pandemia do novo coronavírus e, neste momento, não é possível prever quando isso vai acontecer. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (24) pelo diretor-executivo da Organização Mundial de Saúde (OMS), Michael Ryan.

Ryan disse que o vírus “explora” fragilidades das nações, como a falta de informações adequadas. “Não há respostas mágicas”, comentou em coletiva de imprensa, dizendo que é preciso agir “em todos os níveis” para enfrentar o problema. “Olhem para os países que contiveram a doença”, recomendou.

De qualquer modo, Ryan comentou também que fatores naturais podem interferir na duração de uma pandemia, bem como questões como as conexões dentro do país, que podem acelerar ou não a transmissão das doenças.

Ao falar sobre o quadro mais geral, lembrou que há uma alta no número de casos também em outros países de fora das Américas, como a Rússia. “Diria que a doença está sob controle na Europa Ocidental; não está certamente sob controle em geral na América Central e na do Sul.”

Mundo deve atingir 10 milhões de casos

Durante a coletiva, Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS, disse ainda que a entidade espera atingir a marca de 10 milhões de casos reportados de Covid-19 “em algum momento da próxima semana”. “Esta é uma lembrança sóbria de que, mesmo que continuemos com pesquisa e desenvolvimento de vacinas e terapias, temos uma responsabilidade urgente de fazer todo o possível com os instrumentos que temos agora para suprimir a transmissão e salvar vidas.”

*Com Estadão Conteúdo