Brasil registra primeiro caso de Covid-19 causado pela variante ômicron XE

Subvariante foi detectada pelo Instituto Butantan e não há dados se é mais nociva do que as variantes anteriores

  • Por Jovem Pan
  • 07/04/2022 23h04
ARTHUR SOUZA/PHOTOPRESS/ESTADÃO CONTEÚDO Profissional realiza teste de Covid-19 Subvariante foi indicada pela primeira vez em Londres, na Inglaterra, em janeiro

Foi identificado nesta quinta-feira, 07, o caso de mais uma variante do novo coronavírus no Brasil. O Instituto Butantan informou que encontrou uma pessoa infectada com a subvariante denominada XE, que mistura duas modalidades da Ômicron: BA.1 e BA.2. O caso foi confirmado pelo Ministério da Saúde, que divulgou nota anunciando que recebeu a notificação do Instituto Butantan. A pasta acrescentou que “mantém o constante monitoramento do cenário epidemiológico da Covid-19”. O primeiro caso da XE foi mapeado na cidade de Londres, em janeiro deste ano. Segundo o Instituto, a taxa de crescimento é 10% superior à da cepa BA.2. Contudo, o Instituto informa que ainda não há evidências suficientes acerca de mudanças, vantagens e desvantagens da circulação da nova variante em aspectos como gravidade, transmissão e eficácia de vacinas já existentes. Nas últimas 24 horas, o Ministério contabilizou 26.502 casos da Covid-19 no país, com 250 mortos. O total de óbitos passa de 660 mil desde o início da pandemia, em março de 2020. Os casos, por sua vez, estão em 30.093.751.

*Com informações da Agência Brasil