Brasil tem 3.417 casos de coronavírus e 92 mortes

  • Por Jovem Pan
  • 27/03/2020 16h45 - Atualizado em 27/03/2020 18h37
FEPESIL/THENEWS2/ESTADÃO CONTEÚDOCovid-19: Guarulhos tem ocupação de 100% dos leitos de UTI

O Ministério da Saúde confirmou nesta sexta-feira (27) que o Brasil tem 3.417 casos de coronavírus e 92 mortes. Os óbitos estão distribuídos da seguinte forma: Amapá (1), Ceará (3), Pernambuco (4), Rio de Janeiro (10), São Paulo (68), Goiás (1), Paraná (2), Santa Catarina (1) e Rio Grande do Sul (2).

Três mortes foram pessoas dos 20 aos 39 anos; 6 dos 40 aos 59; e 76 tinham mais de 60 anos. Ou seja, 89% tinham 60+ e 85% pelo menos um fator de risco.

De acordo com dados da plataforma online da pasta para acompanhamento da pandemia, foram 502 novos casos nesta sexta, o maior número diário desde o começo do surto, e 14 mortes. O incremento foi de 17,2% em relação ao dia anterior.

São Paulo segue sendo o Estado com mais infectados, com 1.223, seguido por Rio de Janeiro (493) e Ceará (282).

Testes

O Secretário Nacional de Vigilância em Saúde, Wanderson Oliveira, disse que se todas as unidades da Fiocruz produzirem em carga máxima dá para fabricar 4 mil testes por dia. Já os laboratórios centrais das Secretarias de Saúde, 100 testes.

“Se eu junto os 27 laboratórios consigo 2.700 testes por dia, mais o 4 mil que a Fiocruz consegue produzir, nos dá a capacidade máxima de 6.700 testes por dia. Precisamos atingir de 30 a 50 mil testes diários para podermos começar a colocar as pessoas de novo nas ruas, para que elas voltem a trabalhar. Se eu sei que já tive coronavírus e passaram os meus sintomas, não tem a necessidade de ficar em casa”, afirmou.

Segundo ele, isso é o que está sendo feito na Coreia do Sul, Estados Unidos e Alemanha. Wanderson declarou, ainda, que na próxima semana a pasta vai anunciar uma parceria com a maior rede de laboratórios da América Latina para realizar exames em grande volume.