Brasil tem 56 mil estupros e 1,3 mil feminicídios em 2021

País teve um crime sexual a cada dez minutos e um crime contra as vidas de mulheres a cada sete horas, indica Fórum Brasileiro de Segurança Pública

  • Por Jovem Pan
  • 07/03/2022 16h54
Pixabay/Creative Commons Mulher levantando a mão em foto preto e branco Número de feminicídios caiu em relação a 2020 por causa da redução acentuada em São Paulo, enquanto outros Estados tiveram aumento

Um levantamento realizado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontou que a violência contra a mulher continua com números altíssimos no Brasil: o país registrou 56.098 casos de estupro em 2021, além de 1.319 feminicídios. Os números, compilados a partir dos boletins de ocorrência das Polícias Civis estaduais, indicam que um estupro ocorre a cada dez minutos no país, e um feminicídio, a cada sete horas. Em relação ao ano anterior, os crimes de violência sexual aumentaram 3,7%, enquanto os de crimes contra a vida de mulheres caíram 2,4%.

A queda no número de feminicídios foi gerada principalmente pela diminuição acentuada verificada em São Paulo: o Estado registrou 24% a menos casos do que em 2020 – na soma das outras 26 unidades federativas, os números teriam avançado 1%. A taxa de mortalidade por feminicídio ficou em 1,22 a cada 100 mil mulheres, uma redução de 3% em relação a 2020. Além de São Paulo, apenas seis estados registraram taxas abaixo da média nacional no ano passado: Ceará, Amazonas, Rio de Janeiro, Amapá, Rio Grande do Norte e Bahia. Os estados que registraram as maiores taxas de assassinatos de mulheres foram Tocantins, Acre, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso e Piauí. Entre os estados que mais registraram aumento nos crimes sexuais estão Paraná (110%), Maranhão (46%) e Alagoas (23%). As maiores quedas ocorreram no Distrito Federal (25%), no Amazonas (16%) e em Santa Catarina (6%).