Brasil tem 9.056 casos de coronavírus e 359 mortes

  • Por Jovem Pan
  • 03/04/2020 17h54 - Atualizado em 03/04/2020 18h19
Carlos Lemos/EFE62,5% dos casos estão na região Sudeste

O Ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira (3) que o Brasil já tem 9.056 casos confirmados de coronavírus e 359 mortes. O índice de letalidade subiu de 3,8% para 4% de ontem para hoje. Ontem, eram 7.910 casos confirmados e 299 mortes.

Mais de 60% dos casos estão na região Sudeste, que registra 276 mortos. O Sul tem 978 casos e 14 mortes; o Centro-Oeste 594 casos e 9 mortes; o Nordeste 1.399 casos e 51 mortes e o Norte 427 casos e 9 mortes.

O estado que tem maior incidência de casos em comparação ao índice populacional é o Distrito Federal, com 402 e 5 mortes, seguido de São Paulo, com 4.048 ocorrências e 219 óbitos.

Em coletiva de imprensa, o governo afirmou que está preocupado com o estado do Amazonas, que tem 260 ocorrências e 7 mortes. A região tem grande quantidade de indígenas que, segundo o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, “não costumam reagir bem aos vírus dos brancos”.

Falta de equipamentos

Mandetta disse que o País continua em um momento “difícil de abastecimento” em relação a equipamentos, como respiradores e materiais de proteção. Por isso, é fundamental manter a redução da atividade comercial e social.

“Queremos evitar grandes centros com surtos epidêmicos em paralelo. Um somatório de ações para diminuir a mobilidade é muito importante por causa disso”, esclareceu.

De acordo com ele, “o problema ainda não entrou nos bairros mais humildes do Brasil”. Em vista disso, o ministro pediu para que os moradores das comunidades “façam um sacrifício” e mantenham o isolamento. “Temos um grupo que está montando um plano para as comunidades e favelas”, declarou.

Além disso, Mandetta informou que o medicamento cloroquina será usado também em pacientes graves. Até o momento, estava restrito apenas aos críticos, que já estão na CTI. “As evidências dos estudos ainda são frágeis, mas queremos que os médicos tenham a opção de utilizá-lo”.