Brasil tem 9 casos suspeitos de coronavírus, diz Ministério da Saúde

Nenhum deles tem classificação de provável; definição mudou desde ontem

  • Por Jovem Pan
  • 29/01/2020 16h52
EFEAgora, o Ministério da Saúde está considerando todo e qualquer paciente que apresenta febre mais sintomas respiratórios e que foi à China nos últimos 14 dias

O titular da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), Wanderson Kleber de Oliveira, informou nesta quarta-feira (29) que o Brasil tem nove casos suspeitos de coronavírus. Destes, um é em Minas Gerais, um no Rio de Janeiro, dois em Santa Catarina, três em São Paulo, um no Paraná e um no Ceará.

Oliveira explicou que a definição de caso suspeito mudou desde ontem e que agora o Ministério da Saúde está considerando todo e qualquer paciente que apresenta febre mais sintomas respiratórios e que foi à China nos últimos 14 dias. “Nenhum deles ainda tem classificação de provável e nenhum foi confirmado”, completou.

No total, foram notificados 33 casos. Destes, 20 foram excluídos, pois não se enquadravam nos critérios, e quatro foram descartados.

Segundo o secretário, o País saiu do “nível de alerta” para “perigo iminente”. Ele contou também que o Ministério realizou uma reunião com a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta terça e que o Brasil vai se colocar como parte do esforço global no combate ao vírus. “Queremos ser uma referência regional junto com outros países do Mercosul e da América do Sul.”

João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde, garantiu que não vai ter bloqueio em relação as pessoas que vem da China para o Brasil, mas recomendou que os brasileiros “pensem três vezes antes de ir para lá”.

Na coletiva, o secretário substituto da Secretaria de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, Julio Croda, declarou ainda que os exames de possíveis casos estão sendo realizados na FioCruz e que o diagnóstico também está centralizado lá. Segundo ele, a pasta espera que o resultado saia em até sete dias.