Braskem diz que está sendo cumprido mandado de busca e apreensão de documentos

  • Por Reuters
  • 19/06/2015 21h56
RIO DE JANEIRO, RJ - 14.11.2014: OPERAÇÃO LAVA JATO - Chegada de agentes com documentos apreendidos na Superintedência da PF no Rio de Janeiro - A Polícia Federal cumpre nesta sexta-feira (14) mandados de prisão e de busca e apreensão durante Operação Lava Jato. As buscas são concentradas em 11 grandes empreiteiras. Os grupos investigados registraram, segundo dados do Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), operações financeiras atípicas num montante que supera R$ 10 bilhões. (Foto: Erbs Jr./Frame/Folhapress) Frame/Folhapress Polícia Federal cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão durante Operação Lava Jato

A Braskem informou nesta sexta-feira que está sendo cumprido mandado de busca e apreensão de documentos na empresa que possam ter relação com a operação Lava Jato, que investiga um escândalo de corrupção envolvendo a Petrobras, funcionários da estatal, executivos de empreiteiras e políticos.

A petroquímica, que é controlada pela Odebrecht, disse em comunicado ao mercado que está à disposição de autoridades para colaborar com investigações.

A Polícia Federal prendeu nesta sexta-feira o presidente da Odebrecht, o empresário Marcelo Odebrecht, acusando executivos do maior grupo de construção e engenharia da América Latina de serem protagonistas no esquema bilionário de corrupção.

A ordem de prisão do juiz Sergio Moro cita email de Roberto Prisco Ramos, da Braskem, enviado a Marcelo Odebrecht e a outros executivos da construtora, no qual faz referência a sobrepreço de ordem de até 25 mil dólares por dia no contrato de operação de sondas.

Segundo o juiz, isso remete aos contratos da empresa com a Petrobras.

De acordo com a Braskem, “no que se refere ao email amplamente divulgado pela imprensa, todo o conteúdo da mensagem, incluindo as operações de sondas, não tem qualquer relação com suas atividades, e que o autor do email na data da referida mensagem já havia sido transferido da Braskem para outra empresa da organização Odebrecht”.

As ações da Braskem encerraram o pregão desta sexta-feira em queda de 10,40 por cento, a 12,40 reais, enquanto o Ibovespa perdeu 0,9 por cento.