Brumadinho: STJ manda soltar oito funcionários da Vale

  • Por Jovem Pan
  • 27/02/2019 17h32 - Atualizado em 27/02/2019 18h02
Wilton Junior/Estadão ConteúdoOs funcionários estavam presos desde o dia 15 de fevereiro

O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), mandou soltar oito funcionários da Vale que foram presos no último dia 15 como parte das investigações do rompimento da barragem de Brumadinho. As informações são da assessoria do STJ.

Os presos eram quatro gerentes, dois deles executivos, e quatro integrantes das equipes técnicas da barragem.

Na decisão, o ministro disse que a liberdade dos funcionários não é um risco à investigação porque, quando estavam em liberdade, os funcionários depuseram, não houve fuga nem indicação de destruição de provas ou induzimento de testemunhas. “Não há risco concreto à investigação, não há risco concreto de reiteração, não há riscos ao processo”, concluiu.

De acordo com a assessoria do tribunal, a liminar do ministro vale até julgamento do habeas corpus no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Quando foram presos, o Ministério Público de Minas Gerais afirmou que todos os presos tinham conhecimento de que havia problemas com a barragem. “Houve conluio de forma que fosse escondido do poder público a situação real da barragem. Funcionários participaram ativamente para dissimular a situação”, disse William Coelho, promotor da área criminal da força-tarefa que apura a tragédia.]

*Com informações do Estadão Conteúdo