Cabral admite ter movimentado R$ 500 milhões em doações eleitorais: “me perdi na promiscuidade”

  • Por Jovem Pan
  • 08/06/2018 17h50
FÁBIO MOTTA/ESTADÃO CONTEÚDOEx-governador afirmou que não soube se conter diante de sua força política e utilizou recursos na tentativa de eleger prefeitos e vereadores

Interrogado nesta sexta-feira (8) pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal, o ex-governador do RJ Sérgio Cabral admitiu ter movimentado R$ 500 milhões em doações eleitorais e disse que “se perdeu na promiscuidade”, usando cerca de R$ 20 milhões deste total para fins pessoais.

“A promiscuidade foi muito grande. Eu pedia dinheiro para campanha sim, e era muito dinheiro. Em vez de ficar concentrado no meu governo, mas minhas realizações. O poder é algo perigoso”, afirmou Cabral, que é investigado em processo que apura ocultação e lavagem de dinheiro na Lava Jato.

O ex-governador afirmou ainda que não soube se conter diante de sua força política e utilizou recursos na tentativa de eleger prefeitos e vereadores. Porém, garantiu “em nome dos filhos e do neto” que nunca pediu a empresários que incluíssem percentuais em nenhuma obra ou serviço do governo e que tem interesse em ressarcir os cofres públicos.