Comissão de Segurança da Câmara aprova requerimento de convite a Manuela D’Ávila

Ex-deputada federal pode prestar esclarecimentos sobre seu envolvimento com Glenn Greenwald

  • Por Jovem Pan
  • 13/08/2019 17h03
Marcelo Bertani/Agência ALRS/DivulgaçãoManuela D'Ávila (PCdoB)

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado (CSPCCO) da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (13) um requerimento em que convida a ex-deputada federal Manuela D’Ávila para prestar esclarecimentos sobre seu envolvimento com o jornalista norte-americano Glenn Greenwald.

O convite (Requerimento 97/2019) foi apresentado pelo deputado Capitão Augusto (PL-SP). Como não se trata de uma convocação, a ex-deputada tem o direito de aceitar ou não.

No último mês de julho, Walter Delgatti Neto, um dos hackers presos sob suspeita de invadir celulares de autoridades, afirmou, em depoimento, que conseguiu o número do “The Intercept”, em conversa com a candidata à vice-presidência na chapa do PT.

Na ocasião, Manuela D’Ávila usou as redes sociais para confirmar o contato com Greenwald e se colocar à disposição para prestar esclarecimentos sobre o caso.

“Me coloco à inteira disposição para auxiliar no esclarecimento dos fatos. Estou, por isso, orientando os meus advogados a procederem a imediata entrega das cópias das mensagens que recebi pelo aplicativo Telegram à Polícia Federal, bem como a formalmente informarem, a quem de direito, que estou à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos sobre o ocorrido e para apresentar meu aparelho celular à exame pericial”, disse.

Desde junho, o site tem publicado reportagens sobre supostas mensagens atribuídas a procuradores da força-tarefa da Operação Lava Jato e outras autoridades, entre elas o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro.