Câmara pode votar PEC que cria cota para mulheres no Legislativo

  • Por Jovem Pan com agência Câmara
  • 10/10/2017 09h25 - Atualizado em 10/10/2017 09h26
Ananda Borges/Câmara dos DeputadosDeputada Soraya Santos (PMDB-RJ), autora de parecer sobre a proposta

A proposta que reserva uma cota de vagas para as mulheres na Câmara dos Deputados (PEC 134/15) pode ser votada nesta manhã pelo Plenário. De acordo com o parecer da deputada Soraya Santos (PMDB-RJ), a reserva valerá também para as assembleias legislativas e câmaras municipais.

Serão pelo menos 10% de vagas na primeira eleição depois da aprovação da PEC, 12% na segunda e 16% na terceira.

As regras, no entanto, não poderão valer para 2018 porque o pleito ocorrerá em menos de um ano.

Sistema financeiro

Os deputados podem votar ainda a Medida Provisória 784/17, que cria regras para o processo administrativo aberto pelo Banco Central ou pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Além do processo administrativo, a medida aumenta multas máximas, permite o uso do acordo de leniência no âmbito do Banco Central e impõe critérios para a concessão de empréstimos de bancos a seus diretores e acionistas.

Segundo o projeto de lei de conversão da senadora Lídice da Mata (PSB-BA), os bancos poderão realizar operações de crédito com diretores, controladores e parentes se os empréstimos forem realizados em condições compatíveis com as de mercado (limites, taxas de juros, carência, prazos, garantias e critérios para classificação de risco, por exemplo).

Acompanhe ao vivo a sessão plenária: