Câmeras de segurança registram homens armados próximos à casa de relator do pacote anticrime

Senador Marcos do Val (Cidadania-ES) relatou à Polícia Federal que têm sofrido ameaças

  • Por Jovem Pan
  • 04/07/2019 14h34 - Atualizado em 04/07/2019 15h22
ReproduçãoAs imagens foram gravadas na última sexta-feira (28) e divulgadas por sua equipe nesta quinta (4)

Câmeras de segurança registraram homens armados nas proximidades da casa do senador Marcos do Val (Cidadania-ES), relator do pacote anticrime apresentado pelo ministro da Justiça, Sergio Moro. O parlamentar afirmou que já levou as imagens à Polícia Federal em Brasília.

As imagens foram gravadas na última sexta-feira (28) e divulgadas por sua assessoria nesta quinta (4). A residência do senador fica no bairro Ilha do Frade, em Vitória, Espírito Santo. Ele informou ter recebido ameaças por e-mail dsde que assumiu a relatoria do projeto.

Tramitação do pacote anticrime

O pacote anticrime enviado pelo ministro da Justiça avançou nas duas Casas do Congresso. No Senado, onde foi fatiado em três projetos, dois deles tiveram o relatório apresentado nesta quarta (3) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Um deles é o que criminaliza o uso do caixa 2. O relator, senador Márcio Bittar (MDB), explicou que o crime é caracterizado por “arrecadas, receber, manter, movimentar ou utilizar qualquer recurso, valor, bens ou serviços estimáveis em dinheiro paralelamente a contabilidade exigida pela Legislação”.

Já o senador Marcos do Val é relator do projeto que endurece pontos da legislação penal. O item principal é a prisão após condenação em segunda instância. O novo texto altera outro ponto polêmico, o chamado excludente de licitude.

Os dois relatórios devem ser votados pela CCJ na próxima semana. O terceiro projeto, que define que a Justiça comum deve julgar crimes conexos a crimes eleitorais, ainda vai ter o parecer entregue pelo senador Rodrigo Pacheco (DEM).