Caminhoneiros viralizam no TikTok com protestos contra alta do diesel e falam em paralisação

Caminhoneiros discutem greve a partir do dia 21 de maio; Petrobras anunciou reajuste de 8,86% nas refinarias na última segunda-feira

  • Por Jovem Pan
  • 12/05/2022 13h45
Tânia Rêgo/Agência Brasil caminhoneiros Caminhoneiros discutem paralisação

Vídeos de caminhoneiros contra a alta do preço do diesel começaram a viralizar no TikTok nos últimos dias. Em um deles, um trabalhador mostra que o valor final para abastecer o caminhão ultrapassa R$ 5.500. “Vê se tem condições isso aqui, cara. Não tem condições. E eu vou ter que fazer mais um abastecimento ainda para chegar no Mato Grosso. O frete foi a R$ 11 mil. Vai parar. Os caminhões vão parar”, diz o caminhoneiro no vídeo. A gravação foi feita na região de Barreiras, na Bahia, onde o litro do diesel custa R$ 8,24.

A Petrobras anunciou reajuste de 8,86% no preço do diesel nas refinarias na segunda-feira, 9. Após o aumento, caminhoneiros começaram a discutir uma paralisação a partir do dia 21 de maio. A Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava) afirmou que recebeu o reajuste “com indignação” e criticou a política de preços da estatal. No Espírito Santo, o Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens (Sindicam) entrou em greve na quarta-feira, 11. “Entendemos que a situação dos autônomos ficou insustentável depois de tantos reajustes, seja no preço do diesel ou dos insumos que compõem o dia a dia do caminhoneiro”, disse a entidade em nota.