Cardozo está se “especializando em fazer chicanas”, diz líder do DEM na Câmara

  • Por Jovem Pan
  • 10/05/2016 15h06
Líder do DEM na Câmara

Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, o líder do DEM na Câmara, deputado Pauderney Avelino (AM) acusou o advogado-geral da União de estar se “especializando em fazer chicanas que não são previstas na Constituição”.

A fala do deputado democrata vem após a decisão da Advocacia-Geral da União de entrar com mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal para anular o processo de impeachment contra a presidente Dilma. “Vejo que o advogado-geral da União [José Eduardo Cardozo] está se extrapolando das suas suas funções e agindo como advogado privado da presidente. Entendemos que ele está se especializando em fazer chicanas”, disse.

A AGU anunciou nesta terça-feira (10) que irá entrar com pedido no Supremo para anular o processo. Nesta segunda-feira (09), Cardozo afirmou em entrevista a jornalistas que a Câmara deveria realizar novamente a votação da admissibilidade do processo por conta da decisão do presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), que decidiu anular o processo.

Presidência da Câmara dos Deputados

O deputado Waldir Maranhão (PP-MA) pediu tempo à bancada de seu partido para determinar seu posicionamento. O pepista pediu que fosse convocada nova reunião nesta quarta-feira (11) para anunciar sua decisão.

Nesta terça, a bancada do PP decidiu tentar uma “solução negociada” para retirar Maranhão da presidência interina da Câmara antes de encaminhar à Executiva Nacional. Segundo o posicionamento da bancada, caso ele renuncie, não deverá ser cassado.

Em caso de renúncia, Pauderney Avelino defendeu nova eleição para a presidência, caso seja declarada a vacância do cargo. “Seria um mandato tampão, mas entendemos que vamos ter muita dificuldade. Não terá eleição para todos os membros, a não ser que todos renunciem”, afirmou.