Carne Fraca: Itamaraty apresenta lista de países que impuseram restrições

  • Por Estadão Conteúdo
  • 23/03/2017 17h49
Carnes no mercado - EFE

Prestes a completar uma semana, a Operação Carne Fraca, deflagrada pela Polícia Federal contra um esquema envolvendo fiscais agropecuários federais e empresários do agronegócio, provoca estragos nas exportações brasileiras de carnes. 

Vários países importadores declararam desde a suspensão temporária de compra do produto nacional, até que o governo brasileiro dê explicações, passando por pedidos de reforço do controle sanitário pelas autoridades brasileiras a até apenas pedido de informações. 

Veja abaixo a lista consolidada pelo Ministério das Relações Exteriores detalhando a situação dos mercados importadores em relação à carne brasileira, com base em informações de associações, embaixadas e empresas:

Hong Kong: suspensão temporária de produtos cárneos

China: paralisação do desembaraço aduaneiro de produtos cárneos /65 SIFs

Chile: suspensão temporária até esclarecimentos de produtos cárneos

Egito: suspensão temporária até esclarecimentos de produtos cárneos

Argélia: suspensão temporária de produtos cárneos

Jamaica: suspensão temporária com recall de produtos no mercado interno de carne processada

Trinidad e Tobago: suspensão temporária com recall de produtos no mercado interno de carne processada

Panamá: suspensão temporária de carne processada

Catar: paralisação de desembaraço aduaneiro até validação de testes por amostragem de produtos cárneos

México: suspensão preventiva de produtos cárneos (Brasil exporta apenas frango)

Bahamas: suspensão temporária de produtos cárneos

SUSPENSÃO PARCIAL 

Japão: suspensão temporária de 21 SIFs envolvidos

África do Sul: suspensão temporária de 6 SIFs exportadores

União Europeia: suspensão temporária e intensificação de controles sanitários de 3 SIFs de aves/suíno e 1 SIF bovino

Suíça: suspensão temporária de 4 SIFS (segue UE)

REFORÇO DO CONTROLE PELAS AUTORIDADES SANITÁRIAS 

Estados Unidos: aumento para 100% das amostras inspecionadas de produtos cárneos

Vietnã: intensificação de inspeções de produtos cárneos

Arábia Saudita: aumento do número de amostras de produtos cárneos

Coreia do Sul: suspensão retirada em 21/3. Aumento de 1% para 15% das amostras inspecionadas de produtos cárneos

PEDIDOS DE INFORMAÇÃO 

Israel: pedido de informação sobre unidades exportadoras de produtos cárneos

Barbados: pedido de informação sobre exportações provenientes dos SIFs envolvidos de carne processada

*Atualização até quarta-feira (22) à noite

Fonte: Itamaraty