Casal Cabral consegue redução de pena após entrega de bens

  • Por Jovem Pan
  • 03/07/2018 16h33
Tania Rego/Agência BrasilEx-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (MDB), foi condenado a 22 anos e oito meses de prisão pelos crimes de corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro

Na última semana, o casal Sérgio Cabral e Adriana Ancelmo colocou diversos bens à disposição da Justiça, entre eles a mansão de Mangaratiba. Num primeiro momento, a defesa negou que a medida visasse uma redução de pena, mas segundo o jornal Folha de S.Paulo, a sentença de ambos foi diminuída no âmbito da Operação Eficiência.

O ex-governador do Rio de Janeiro (MDB) conseguiu reduzir a pena em oito anos e a ex-primeira dama em quatro anos. Sérgio Cabral foi condenado a 22 anos e oito meses de prisão pelos crimes de corrupção, evasão de divisas e lavagem de dinheiro.

Já Adriana Ancelmo foi condenada a quatro anos e seis meses por corrupção, mas ganhou isenção de pena no crime de lavagem de dinheiro. Vale lembrar que a lei permite de lavagem de dinheiro permite redução de dois terços ou isenção da pena. O juiz Sergio Cabral zerou a punição à Adriana Ancelmo, pois os valores com a entrega dos bens superam o total lavado.

O casal Cabral é acusado de receber US$ 16,6 milhões em propina do empresário Eike Batista.