Ceará multará em até R$ 2 mil quem divulgar fake news sobre a Covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 03/05/2020 18h57
Aline Alcântara/Estadão ConteúdoO Ceará é o quarto estado mais atingido pela Covid-19

O governo do Ceará, um dos estados brasileiros com mais contágios e mortes pelo novo coronavírus, sancionou uma lei pela qual multará em até R$ 2 mil quem divulgar notícias falsas relacionadas com a pandemia da Covid-19.

“Considero criminosa esta atitude de promover notícias falsas, principalmente em um período de grave crise de saúde como a que vivemos. As redes sociais não podem ser um território sem lei. Precisamos conter isso”, disse o governador Camilo Santana (PT), em entrevista à “Agência Efe”.

Nas últimas semanas, o governo cearense percebeu um aumento das chamadas ‘fake news’ divulgadas no estado em redes sociais. Uma das mais recentes foi por meio de um áudio que informava falsamente que as máscaras importadas da China estariam todas contaminadas.

Além da lei, o governo do Ceará lançou esta semana o “Antifake CE”, uma agência oficial de verificação de dados para questões relacionadas à saúde pública.

Essa plataforma digital terá como objetivo combater a disseminação de “notícias imprecisas, exageradas ou mentirosas” capazes de confundir a população cearense, que também poderá esclarecer suas dúvidas e fazer reclamações via redes sociais.

O governo do Ceará também anunciou nesta semana que tomará medidas legais contra a deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), que, em entrevista à “TV Band”, o acusou de manipular o número de mortes por Covid-19.”No Ceará, há caixões sendo enterrados vazios”, disse Zambelli na ocasião.

O governo de Camilo Santana condenou as declarações da deputada por serem um “insulto aos profissionais de saúde” do Ceará e “uma falta de respeito às famílias das vítimas”.

Segundo o balanço mais recente do Ministério da Saúde, foram registrados no Ceará 6663 mortes por Covid-19 e 8.370 casos confirmados de infecção pelo novo coronavírus, o que torna o estado o quarto em número de óbitos e contágios, atrás apenas de São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco.

Em todo o país, as autoridades de saúde já registraram 7.025 mortes e 101.147  pessoas diagnosticadas com coronavírus.

*Com EFE