Chuva intensa causa estragos em toda a cidade de São Paulo

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 20/03/2018 16h32 - Atualizado em 20/03/2018 17h49
NELSON ANTOINE/ESTADÃO CONTEÚDOAvenida 9 de Julho tem ponto de alagamento próxima à Praça da Bandeira, na região Central

As fortes chuvas que caíram na cidade de São Paulo, na tarde desta terça-feira (20), trouxeram transtornos aos paulistanos. Vários pontos da capital registraram alagamentos, causando interdições nas Avenidas 9 de Julho e 23 de Maio, na região central. De acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), há alertas de alagamento para a zona oeste, sudeste, norte, centro e também nas Marginais do Tietê e do Pinheiros.

Segundo a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM), alagamentos interromperam a circulação de trens da Linha 8-Diamante, entre as Estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa.

Passageiros na região aguardam a chegada de ônibus. No Metrô, a Linha 3-Vermelha, a mais movimentada do sistema, opera com velocidade reduzida e maior tempo de parada nas estações.

Em entrevista à Jovem Pan, o meteorologista do CGE, Michel Pantera, explicou que as chuvas intensas foram provocadas pela frente fria que se propaga no Oceano, o que gerou as chamadas zonas de instabilidade. “Temos chuvas bastante intensas no Centro-Norte da Capital. Principalmente nas Marginais Tietê e Pinheiros. Toda a cidade está em estado de atenção, exceto o extremo Sul”, disse o meteorologista.

Segundo o CGE, as próximas horas seguem com tempo instável, com chuvas atuando em outros bairros, com potencial para formação de alagamentos, rajadas de vento e eventual queda de granizo.

Viaduto Antártica, na zona oeste, registra ponto de alagamento no sentido Sumaré

Verão seco

Pantera enfatizou que apesar das fortes chuvas, desta terça-feira, o último verão foi o mais seco desde 1995. “Tivemos poucas chuvas. Ao todo foram 413 mm, quando o normal é 666 mm, na verdade tivemos 38% abaixo da meta esperada”, revelou o meteorologista do CGE.

Interdição

Por causa da chuva, as Avenidas 23 de Maio e 9 de Julho estão totalmente interditadas, no sentido do Aeroporto de Congonhas, perto do Viaduto Euclides Figueiredo, segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A Avenida Rebouças também está interditada, em ambos os sentidos, na altura da Avenida Brasil.

O Túnel Anhangabaú, no sentido do aeroporto, na região da Praça da Bandeira, e o Túnel Max Feffer, no sentido bairro, também estão bloqueados. Motoristas devem evitar a região.

A Rua Antônio Munhoz Bonilha está bloqueada, em ambos os sentidos, perto da Avenida Nossa Senhora do Ó.

Já a Avenida Francisco Matarazzo, na zona oeste, também está com alagamento intransitável, nas proximidades da Avenida Pompeia.

A Avenida Rubem Berta está interditada, em ambos os sentidos, perto do Viaduto Onze de Junho. As informações são da CET.

*Informações do repórter Marcelo Mattos