Chuvas: Baixada Santista tem 35 mortos e 45 desaparecidos

A cidade do Guarujá foi a mais atingida pelas chuvas da última terça-feira (3)

  • Por Jovem Pan
  • 07/03/2020 10h48 - Atualizado em 07/03/2020 11h19
MAURÍCIO DE SOUZA/ESTADÃO CONTEÚDOBombeiros encontram 43ª vítima das chuvas na Baixada Santista

Subiu para 35 o número de corpos localizados nas áreas onde houve deslizamento de terra na Baixada Santista, após a chuva extrema que atingiu a região na madrugada desta terça-feira (3).

Segundo boletim divulgado na noite desta sexta pela Defesa Civil do Estado, até o momento, há 45 pessoas não localizadas, número que era de 49 no último informe.

A maior parte das vítimas é do Guarujá, que registrou 27 mortos enquanto outras 41 pessoas ainda não foram localizados. Na cidade, sete morros foram atingidos, sendo dois com maior gravidade: o da Barreira do João Guarda e o da Bela Vista, conhecido como Macaco Molhado. Quatro pessoas morreram em Santos, onde outros quatro ainda não foram localizados, e três morreram em São Vicente.

Foram disponibilizadas 30,5 toneladas de produtos de ajuda humanitária aos municípios afetados. Deste total, 15,6 toneladas são de colchões, cobertores, cestas básicas, roupas, água sanitária, kits de limpeza e de higiene e água potável e foram encaminhados ao depósito do Fundo Social de Santos de onde serão distribuídos, mediante solicitação, à Defesa Civil dos municípios.

De acordo com a Defesa Civil, foram disponibilizados também equipamentos de proteção individual – luvas de raspa e capacetes – e baldes para o mutirão de voluntários que trabalha em apoio às equipes de salvamento nos locais da ocorrência no Guarujá.

Previsão do tempo

Nas últimas 24 horas, a contar das 6h desta sexta, foram registrados mais 2 milímetros (mm) de chuvas em Guarujá (65mm em 72 horas), 12mm em Santos (46mm em 72 horas) e 7mm em São Vicente (53mm em 72 horas).

A sexta começou com sol na Baixada Santista, mas os ventos úmidos, que continuavam soprando do oceano em direção à costa, eram indício de chuva fraca nos períodos da tarde e da noite, mas sem risco de temporais. Para este sábado (7), a previsão é a mesma.

*Com informações da Agência Brasil e Estadão Conteúdo