Cinco dias após tiroteio, escola de Suzano será reaberta para planejar retorno dos alunos

  • Por Jovem Pan
  • 18/03/2019 09h13
Ideia é que estudantes da Raul Brasil comecem a voltar à escola nesta terça (19)

Professores e funcionários da Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, retornarão ao trabalho hoje (18) para planejar as atividades de acolhimento e preparação psicológica dos alunos. O colégio está fechado desde a última quarta (13), quando dois jovens entraram no local armados e realizaram um massacre com oito mortos.

A ideia é que os alunos comecem a voltar à escola nesta terça (19). A Secretaria de Educação enviará profissionais de psicologia de universidades paulistas para realizar atividades livres, oficinas, terapias em grupo e rodas de conversas entre os estudantes.

Segundo o governo estadual, uma rede de apoio, formada por instituições públicas e privadas, atuou no fim de semana, prestando atendimento psicológico e especializado na Diretoria Regional de Ensino de Suzano e no Capes (Centro de Atenção Psicossocial) do município, além de visitas domiciliares às famílias das vítimas.

O psicanalista da Fundação Escola de Sociologia e Política (Fesp), Sérgio Luiz Braghini, destaca quais são os problemas que as pessoas envolvidas na tragédia podem desenvolver. “Ansiedade, fobia, desesperança, ficar muito ligado e atendo a todo e qualquer movimento e qualquer barulho que possa haver na escola: esses são os efeitos imediatos.”

Além do atendimento psicológico, a Secretaria Estadual da Educação informou que os procedimentos de segurança em todas as 5,3 mil escolas da rede serão revisados, e os colégios mais vulneráveis podem ainda receber um reforço policial.

Com Agência Brasil