Cinco suspeitos de assassinar e esquartejar advogado são presos em Araçatuba

  • Por Jovem Pan
  • 16/01/2020 11h40 - Atualizado em 16/01/2020 11h45
Reprodução Ronaldo César Capelari foi morto e esquartejado em Araçatuba

Cinco suspeitos de matar e esquartejar Ronaldo César Capelari, de 53 anos, foram presos em Araçatuba, interior do Estado.

Entre os detidos está um casal composto por uma mulher de 24 anos e um rapaz de 21, apontados como planejadores do crime. A prisão do quinto suspeito aconteceu no fim da noite de quarta, 15, e o interrogatório começou na manhã de hoje.

Segundo a investigação, o plano era roubar o dinheiro e a caminhonete de Capelari, mas ele teria resistido e foi morto. Para se livrar do corpo, os criminosos o cortaram em pedaços.

Capelari desapareceu na noite de segunda-feira, 13, quando saiu de casa para ir a academia. Seu carro foi encontrado no dia seguinte, em uma estrada de terra com marcas de sangue. Já o corpo foi encontrado em uma casa no mesmo bairro, dividido em sacolas. O imóvel era alugado em nome da mulher, que apontou o envolvimento dos demais suspeitos.

Em seu depoimento, ela afirmou que tinha uma “relação próxima” com Capelari há dois meses, e que havia comentado com o namorado a sua aparente boa condição financeira. A ideia de roubar a vítima teria sido dele, usando a jovem como “isca” para marcar um encontro. Quando o advogado chegou ao local, foi rendido e reagiu.

Na primeira versão do depoimento, a mulher declarou que os três rapazes mataram Capelari com facadas e golpes na cabeça, depois, desmembraram seu corpo com um serrote.

Os suspeitos tiveram as prisões decretadas e foram encaminhados para prisões regionais. Nesta quinta-feira, eles devem novamente serem convocados a depor, já que dois deles negam envolvimento no caso. A polícia apusa se se trata de uma falsa denúncia.

Até o momento, nenhum advogado havia assumido a defesa do grupo.

* Com informações do Estadão Conteúdo.