Coaf aponta movimentação milionária nas contas de Lula, Palocci, Pimentel e Erenice

  • Por Jovem Pan
  • 31/10/2015 16h28
Coaf aponta movimentações milionárias nas contas de petistas

Conforme apurou a revista Época, na sexta-feira, dia 23 de outubro, analistas do Coaf –  agência do governo responsável por combater a lavagem de dinheiro no Brasil – entregaram ao Ministério Público e a Polícia Federal o Relatório de Inteligência Financeira 18.340. Em 32 páginas, eles apresentaram todas as transações bancárias, com indícios de irregularidades, envolvendo, entre outros, os quatro principais chefes petistas sob investigação da PF, do Ministério Público e do Congresso.

Os nomes de Luiz Inácio Lula da Silva, Antonio Palocci, Erenice Guerra e Fernando Pimentel aparecem no Relatório 18.340 enviado à CPI do BNDES, documento ao qual a Época teve acesso. As novas informações ajudarão nas apurações dos esquemas multimilionários descobertos nas três operações que sacodem o Brasil: Lava Jato, Acrônimo e Zelotes. As investigações envolvem políticos da aliança que governa o país e grandes empresários – no caso da CPI do BNDES, os parlamentares investigam as suspeitas de que os líderes petistas tenham lucrado com as operações de financiamento do banco, sobretudo as que beneficiaram o cartel de empreiteiras do petrolão.

As operações somam quase meio bilhão de reais. Somente as transações envolvendo os quatro petistas representam cerca de R$ 300 milhões. Trata-se do maior inquérito já realizado nas contas de pessoas que passaram pelo governo do PT. Há indícios de irregularidades em transações financeiras, resistência em informar o motivo de uma grande operação e incapacidade de comprovar a origem legal dos recursos.

Não cabe ao Coaf estipular se determinada transação é ilegal ou não, ele somente informa a existência de operações suspeitas à PF e ao MP, que, junto ao Congresso, irão  trabalhar detalhadamente nas informações reveladas.