Comissão de Valores do Ministério da Economia abre processo contra a Vale

  • Por Jovem Pan
  • 28/01/2019 16h11
Nelson Antoine/Estadão ConteúdoNotificação de fato relevante sobre Brumadinho teria demorado a ser feita ao mercado financeiro

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM), autarquia vinculada ao Ministério da Economia, abriu processo administrativo contra a mineradora Vale, responsável pela barragem de rejeitos que rompeu na última sexta-feira (25), em Brumadinho (MG).

O órgão é responsável por fiscalizar e regular o mercado de capitais do País. Na ação, a comissão apura fato relevante informado pela empresa ao mercado financeiro – que aconteceu mais de duas horas após as primeiras notícias sobre o desastre.

De acordo com regras da CMV, fatos relevantes – que podem repercutir na Bolsa de Valores – devem ser notificados de forma imediata e proativa, o que pode não ter acontecido. O caso será apurado pela área de fiscalização no processo 19957.000607/2019-37.

Ações

Nesta segunda-feira (28), a Vale sofreu forte queda na Bovespa. Ações ordinárias da empresa perderam cerca de 19% logo no início de pregão, repercutindo a tragédia, no primeiro dia de negociações. Às 13h18, as ações ON da Vale tinham queda de 22,48%.

Vítimas

O número de mortos em consequência do acidente em Brumadinho chegou a 60, nesta manhã. A Defesa Civil de Minas Gerais ainda contabiliza 382 pessoas localizadas, 191 resgatadas e 292 desaparecidas. Dos mortos, 19 foram identificados até o momento.

*Com informações da Agência Brasil