Conheça os sambas-enredo das escolas do Grupo Especial do Carnaval de São Paulo para 2022

Devido á pandemia, diversas composições feitas para o desfile de 2021, que foi cancelado, serão apresentadas pelas agremiações nesta edição

  • Por Jovem Pan
  • 16/10/2021 07h00 - Atualizado em 18/10/2021 17h30
JOÃO ALVAREZ/FOTOARENA/ESTADÃO CONTEÚDO - 23/02/2021Desfile da Rosas de Ouro durante o Carnaval de 2020, o último com desfile no Anhembi

Depois do cancelamento do Carnaval de 2021 por conta da pandemia de Covid-19, as escolas de samba do Grupo Especial de São Paulo voltarão para o Sambódromo do Anhembi em 2022. Ao todo, 14 agremiações se apresentarão no primeiro desfile pós-pandemia. Faltando poucos meses para o evento, as escolas já começam a se preparar para a festa e, obviamente, um dos principais pontos trabalhados pelas agremiações são seus sambas-enredo. O prazo para as escolas apresentarem suas composições para a Liga SP, que organiza a festa, acabou na sexta-feira, 15. Todas as participantes já divulgaram seus sambas para o público geral, com exceção da Acadêmicos do Tatuapé. Confira abaixo as composições que irão embalar o Carnaval paulista do próximo ano.

Acadêmicos do Tucuruvi

Trazendo o enredo “Carnavais… De lá Pra Cá, o Que Mudou? Daqui Pra Lá, o Que Será?”, a Acadêmicos do Tucuruvi irá abrir os desfiles de 2022 no Anhembi. A a gremiação da Zona Norte falará sobre a história do Carnaval e quais serão os próximos passos da tradicional festa. Confira o samba da escola:

Colorado do Brás

Em seu terceiro carnaval consecutivo no Grupo Especial, a Colorado do Brás trará a história de Carolina de Jesus, uma das primeiras escritoras negras do Brasil — conhecida pelo livro “Quatro de Despejo: Diário de Uma Favelada” —, com o enredo “Carolina – A Cinderela Negra do Canindé”. O desfile é assinado por André Machado e o samba será interpretado por Chitão Martins. A escola será a segunda a desfilar no Carnaval de 2022.

Mancha Verde

Em busca de seu segundo título do Grupo Especial, a Mancha Verde irá para o Sambódromo com o enredo “Planeta Água”, que foi assinado pelo carnavalesco Jorge Freitas antes de seu desligamento da escola, em setembro de 2021. O interprete Freddy Viana será responsável por puxar o samba da escola palmeirense na avenida.

Tom Maior

Quarta escola a entrar no Anhembi no primeiro dia de desfiles, a Tom Maior trará o enredo “O Pequeno Príncipe no Sertão”, que recontará a clássica história de Antoine de Saint-Exupéry tendo como cenário o sertão nordestino. A escola tenta voltar para o pelotão da frente após dois Carnavais com resultados abaixo do esperado.

Unidos de Vila Maria

Em busca de seu primeiro título, a Unidos de Vila Maria trará o enredo “O Mundo Precisa de Cada um de Nós. A Vila é Porta-Voz”, assinado pelo carnavalesco Cristiano Bara. O samba tem, entre os compositores, o cantor Dudu Nobre e será interpretado no Sambódromo do Anhembi pelo cantor Wander Pires.

Dragões da Real

A escola da torcida são-paulina, que segue em busca de seu título inédito, foi uma das que mudou de enredo durante a pandemia de Covid-19. Elaborado pelo carnavalesco Jorge Silveira, o samba da Dragões da Real foi intitulado “Adoniran” e irá abordar a história do clássico sambista paulista.

Vai-Vai

De volta ao grupo especial, a Vai-Vai irá abrir o segundo dia de desfiles no Anhembi. Com o enredo “Sankofa! Volte e Pegue, Vai-Vai”, a escola da Bela Vista vem em busca de seu 16º título do Carnaval do Grupo Especial de São Paulo, o primeiro desde 2015. Confira o samba da agremiação:

Gaviões da Fiel

Depois de um decepcionante desfile em 2020, a Gaviões da Fiel vem para o Anhembi tentando voltar ao pelotão da frente. Para isso, a agremiação corintiana apresentará o enredo “Basta!”, que abordará problemas sociais da atualidade, se baseando em movimentos como o “Black Lives Matter”. Confira o samba:

Mocidade Alegre

Após bater na trave em 2020, a Mocidade Alegre vem para o Carnaval de 2022 em busca de seu 11º título do Carnaval paulistano, o quarto nos últimos dez anos. Para isso, a escola do bairro do Limão falará sobre a sambista Clementina de Jesus no enredo “Quelémentina, Cadê Você?”. Confira a composição que embalará o desfile:

Águia de Ouro

Defendendo seu primeiro título, a Águia de Ouro levará para a avenida o enredo “Afoxé de Oxalá – No Cortejo de Babá, um canto de luz em tempo de trevas”. A escola será a quarta a se apresentar no segundo dia de desfiles do Grupo Especial e promete voltar como uma das favoritas ao título.

Barroca Zona Sul

Buscando sua permanência no Grupo Especial, a Barroca Zona Sul trará para o Anhembi o enredo “A evolução Está na Sua Fé… Saravá, Seu Zé”. Trata-se de uma homenagem a Zé Pilintra, uma das mais importantes entidades de cultos afro-brasileiros. O samba foi composto por oito pessoas diferentes, incluindo Pixulé, que será o intérprete da escola no Carnaval de 2022.

Rosas de Ouro

Com o enredo “Sanitatem”, que vem do latim e significa “cura”, a Rosas de Ouro busca voltar a conquistar o título do Carnaval 12 anos após a última conquista. Para isso, a escola falará sobre os diferentes rituais de cura. Por mais um ano, a Rosas terá o intérprete Royce do Cavaco comandando o carro de som. Confira:

Império de Casa Verde

Fechando os desfiles do Grupo Especial, a Império de Casa Verde trará o enredo “O Poder da Comunicação: Império, o Mensageiro das Emoções”, no qual falará sobre a importância da comunicação através de uma homenagem ao influenciador Carlinhos Maia. O samba foi um dos últimos a ser anunciado pela agremiação.