Pesquisa: consumo de rádio sobe durante período de isolamento social

  • Por Jovem Pan
  • 16/06/2020 17h18 - Atualizado em 16/06/2020 17h24
PixabayConsumo de rádio cresce durante pandemia

Nem mesmo as mudanças causadas pela pandemia do novo coronavírus no dia a dia do brasileiro diminuíram o consumo do rádio durante o período de isolamento social.

De acordo com um levantamento da Kantar IBOPE Media realizado em 13 regiões metropolitanas do país, 74% dos ouvintes de rádio afirmaram que estão mantendo ou aumentando o consumo durante o isolamento.

O número é maior do que o levantamento anterior, do mês de abril, que era de 71%. O número de ouvintes que consumiram o meio com serviços de streaming também cresceu de 25% para 27%.

Ao questionar por quais motivos consumiam o meio, as buscas por informação e entretenimento, seja para se distrair ou para ouvir músicas, ocuparam os primeiros lugares. Os que afirmam que ligam o rádio para ouvir música são 59%, já para se “entreter, distrair” são 45%.

Outros 16% afirmam que consomem o rádio para se informar especificamente sobre a Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus – e 10% dizem que ouvir mais rádio por terem mais tempo livre.

O rádio nas redes

Segundo o levantamento da Kantar IBOPE Media, as pessoas também estão falando mais sobre os programas de rádio nas redes sociais.

“O número de tweets saltou 53% na comparação com janeiro deste ano, contabilizando 732 mil menções que geraram 176 milhões de impressões, 13% a mais do que janeiro”, diz a pesquisa.