COP25: Brasil desiste de sediar principal evento de mudanças climáticas do mundo

  • Por Jovem Pan
  • 28/11/2018 14h53 - Atualizado em 28/11/2018 14h54
EFE/arquivo/Marcelo SayãoBrasil havia se oferecido para sediar o evento, mas voltou atrás na decisão devido ao teto de gastos que congela novos investimentos pelos próximos 20 anos

O Ministério das Relações Exteriores divulgou nesta quarta-feira (28) que o Brasil desistiu de sediar a COP25, principal evento de discussão de mudanças climáticas e defesa do meio ambiente no mundo. O evento deveria acontecer no Brasil em 2019. A Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas existe desde 1995, quando teve sua primeira edição em Berlim. Na edição de 2015, a cúpula aprovou o Acordo de Paris, um dos principais tratados internacionais na busca pela sustentabilidade.

A principal razão pela qual o governo brasileiro desistiu de sediar o evento é dificuldade de financiá-lo. Em nota, o Itamaraty explica que “tendo em vista as atuais restrições fiscais e orçamentárias, que deverão permanecer no futuro próximo, e o processo de transição para a recém-eleita administração, a ser iniciada em 1º de janeiro de 2019, o governo brasileiro viu-se obrigado a retirar sua oferta de sediar a COP 25″.

No próximo dia 3 de dezembro, acontecerá em Katowice, no sul da Polônia, a COP24. O evento seguirá até o dia 14 e reunirá chefes de Estado, ministros, organizações civis e sem fins lucrativos para discutir meios de se mitigar os efeitos da ação do homem no meio ambiente.