Coronavírus: Doenças cardíacas e diabetes são as mais letais

Dentre os casos graves e óbitos, a maior parte sofre destas comorbidades

  • Por Jovem Pan
  • 26/03/2020 17h42
LUCIANO CLAUDINO/CÓDIGO19/ESTADÃO CONTEÚDOSão parte do grupo de risco, por exemplo, pessoas acima de 60 anos

Um mês depois do primeiro caso confirmado de coronavírus no Brasil, o Ministério da Saúde fez um balanço nesta quinta-feira (26) e divulgou que, dentre os casos graves e óbitos, a maior parte sofre também de cardiopatia e diabetes.

Segundo a pasta, dentre os casos graves de Covid-19 — 319 quando foi feito o levantamento — mais de 120 têm cardiopatias, quase 80 diabetes, cerca de 30 pneumopatia e/ou imunodepressão. Já uma taxa menor — menos de 20 — apresenta doença hematológica, doença hepática crônica, asma, doença neurológica crônica, doença renal crônica e obesidade.

Estas são comorbidades, ou seja, associação de duas ou de várias doenças que aparecem de modo simultâneo num mesmo paciente.

Já em relação aos óbitos, cardiopatia e diabetes foram as mais recorrentes, seguido de pneumopatia, doença renal crônica, imunodepressão e doença neurológica crônica. No levantamento, foram observadas 59 mortes, embora hoje tenha sido divulgado que elas já chegaram a 77.

Confira o gráfico:

O novo coronavírus mata, em média, 3,7% das pessoas infectadas em todas as faixas etárias. Mas entre indivíduos acima de 70 anos essa taxa pode chegar a 20%.

São parte do grupo de risco, por exemplo, pessoas acima de 60 anos; com doenças crônicas, como diabetes e hipertensão; com doenças respiratórias, como bronquite e asma; doenças cardiovasculares; e imunossuprimidos, como pacientes em tratamento contra o câncer e transplantados.