Coronavírus: Witzel prorroga por mais 18 dias decreto de isolamento social

  • Por Jovem Pan
  • 13/04/2020 19h56
Dikran Junior/Futura Press/Estadão CnteúdoO estado do Rio de Janeiro é o segundo mais afetado pelo coronavírus no Brasil

O governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel prorrogou por mais 18 dias, a partir desta segunda-feira (13), as medidas de prevenção e enfrentamento à propagação do novo coronavírus no estado. A medida é válida até o dia 30 deste mês.

“Ainda há a necessidade de manter a situação de emergência no estado do Rio de Janeiro por conta do número crescente de casos da covid-19”, disse Witzel. Os dados da pandemia, divulgados nesta segunda pela Secretaria de Estado de Saúde (SES), registram 182 mortes e 3.221 casos confirmados da doença no Rio de Janeiro.

O decreto determina que permanecem fechadas as escolas das redes pública e privadas de ensino, além de creches e instituições de ensino superior e a suspensão da realização de eventos esportivos, shows, feiras científicas, entre outros, em locais abertos ou fechados.

O funcionamento de cinemas, teatros e afins também seguem suspensos, assim como academias de ginástica, centros de lazer e esportivos e shoppings centers. A população também não poderá frequentar praias, lagoas, rios e piscinas públicas e clubes para evitar aglomerações.

Serviços essenciais

Os serviços essenciais, como supermercados, açougues, padarias, lanchonetes, hortifrutis, farmácias, lojas de conveniência devem permanecer funcionando, mas tomando medidas de segurança para evitar aglomerações.

O decreto editado nesta segunda diz ainda que “em caso de descumprimento das medidas previstas, as autoridades competentes deverão apurar as eventuais práticas de infrações administrativas e crimes previstos”. Os demais tipos de comércio terão que realizar atendimento a domicílio.

*Com informações da Agência Brasil