Coronavírus x cloroquina: médico tira dúvidas sobre medicamento

  • Por Jovem Pan
  • 10/04/2020 12h37 - Atualizado em 10/04/2020 12h51
GENIVAL FERNANDEZ/AGÊNCIA PIXEL PRESS/ESTADÃO CONTEÚDODe acordo com Antonio, ainda existe preconceito com o uso da cloroquina no tratamento da covid-19 por conta da desinformação

O uso da cloroquina no tratamento do novo coronavírus ainda divide opiniões e é muito polêmica entre médicos e a população. Em entrevista à Jovem Pan, o presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, Antonio Carlos Lopes, esclareceu as dúvidas dos ouvintes e telespectadores sobre o uso do medicamento.

De acordo com Antonio, ainda existe preconceito com o uso da cloroquina no tratamento da covid-19 por conta da desinformação. “A maioria dos médicos nunca usou a cloroquina, nunca prescreveu. Por isso temem tanto os efeitos colaterais, que são raros. No Norte e no Nordeste ele é usado até por crianças no tratamento da malária.”

No entanto, o médico ressaltou que ela não deve ser usada de forma preventiva e sem supervisão médica. “É um medicamento que age para destruir o vírus, mas ele não regenera o pulmão. É importante destacar que a cloroquina não permite automedicação, então o médico prescreve e tem controle sobre o paciente. Se utilizada da forma correta pode ser altamente eficaz, reduzindo a mortalidade de forma importante.”