Covas planeja adaptar CEUs para instalar leitos de UTI

A medida visa ampliar a capacidade de leitos na cidade de São Paulo devido ao avanço do novo coronavírus

  • Por Jovem Pan
  • 19/03/2020 13h52 - Atualizado em 19/03/2020 14h00
Divulgação/Governo do Estado de São PauloAo centro, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB)

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou no início da tarde desta quinta-feira (19) que pretende adaptar as estruturas dos Centros Educacionais Unificados (CEUs) para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes que tenham contraído coronavírus.

A capital paulista tem 505 leitos de UTI na rede municipal e, com a instalação nos CEUs, seria possível receber mais 490 leitos.

“São 44 equipamentos públicos que podem ser adaptados para atender essa ocorrência. Estamos correndo agora com esses 490 leitos para que fiquem prontos o mais rápido possível”, disse o prefeito.

Segundo informações mais recentes do Ministério da Saúde, o Brasil já registrou seis mortes por Covid-19, sendo quatro em São Paulo. As vítimas tinham entre 60 e 80 anos.

No Brasil, há 428 casos confirmados da doença e mais 11 mil casos são investigados como suspeitos do novo coronavírus pelos órgãos de Saúde.

Ainda nesta quinta, o governador do Estado de São Paulo, João Doria, recomendou que missas e cultos religiosos devem ser suspeitos. A Câmara dos Deputados aprovou na noite desta quarta o decreto de calamidade pública no país, que ainda precisa da aprovação do Senado.