CPI ouvirá viúva de Janene e titulares da AGU e CGU na semana que vem

  • Por Agência Câmara Notícias
  • 09/07/2015 13h08
Um dos envolvidos no escândalo do mensalão

A CPI da Petrobras vai ouvir os depoimentos de três pessoas na semana que vem. Na terça-feira (14) será ouvida a viúva do ex-deputado José Janene, Stael Fernanda Janene. E, na quinta-feira (16), o advogado-geral da União (AGU), Luiz Inácio Adams; e o ministro Valdir Moysés Simão, da Controladoria Geral da União (CGU).

A viúva de José Janene foi convocada para falar do relacionamento do ex-deputado com o doleiro Alberto Youssef.

Youssef acusa Janene, morto em 2010, de ser o mentor do esquema de cobrança de propina na Petrobras. Apesar de não ser acusada no processo da Operação Lavas Jato, ela comparecerá à CPI munida de um habeas corpus que lhe dá o direito de não responder perguntas que possam comprometê-la.

Janene morreu em 2010 em consequência de doença cardíaca grave, constatada por junta médica da Câmara em 2006, quando ele respondia a acusação de envolvimento no Mensalão. Segundo o doleiro Alberto Youssef e o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, Janene era o centro do esquema de desvio de dinheiro da Petrobras e atuava em nome do PP, partido que liderava na Câmara.

Adams e Simão foram convocados para falar dos acordos de leniência feitos com empresas acusadas de desvio de dinheiro e pagamento de propina pela Operação Lava Jato.