Criança com paralisia cerebral morre após estupro no RS

  • Por Jovem Pan
  • 09/09/2019 12h00 - Atualizado em 09/09/2019 12h01
Divulgação/Polícia CivilO suspeito, de acordo com a Polícia, é um jovem de 18 anos - filho do padastro da menina - sem antecedente criminais

Uma menina de cinco anos, portadora de paralisia cerebral, morreu em Santa Maria, na região central do Rio Grande do Sul, após sofrer um estupro. A mãe da criança chegou a levá-la ao Hospital Universitário na madrugada do sábado (7), mas ela não resistiu aos ferimentos e faleceu.

O suspeito, de acordo com a Polícia, é um jovem de 18 anos – filho do padastro da menina – sem antecedente criminais. Ele confessou o crime e foi levado para a Penitenciária Estadual de Santa Maria. Estuprador e vítima moravam na mesma casa.

A casa da família tem três cômodos e um banheiro. De acordo com delegado regional Sandro Meinerz, o criminoso se aproveitou de um momento em que todos dormiram para cometer o estupro.

As investigações seguem na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente. A Polícia Civil disse, em nota, que a causa do óbito só será esclarecida após divulgação dos laudos periciais.