Crise com Bebianno é ‘página virada’ do governo, diz Flávio Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 20/02/2019 12h27
SUAMY BEYDOUN/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDOa"Só porque uma pessoa é acusada, não significa que é culpada", declarou ainda o senador sobre Luciano Bivar

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), filho do presidente da República, chamou de “página virada” a crise que afeta o governo e que teve como pivô o ex-ministro Gustavo Bebianno.

O então titular da Secretaria-Geral da Presidência acabou tendo a imagem respingada pelas revelações de que candidatos do PSL teriam sido usados como laranjas para desviar verbas do Fundo Eleitoral de Campanha no ano passado. Bebianno presidiu o partido durante o pleito.

Nos últimos dias, desentendimentos envolvendo o ministro, Jair Bolsonaro e o filho mais novo do presidente, Carlos, agravaram a crise e resultaram na demissão de Bebianno do cargo.

Nesta quarta (20), Flávio Bolsonaro negou que o partido do qual faz parte com a família sofra grandes mudanças após a revelação das denúncias. Ele garantiu que o deputado Luciano Bivar continuará na presidência da legenda, apesar dos rumores.”Só porque uma pessoa é acusada, não significa que é culpada”, declarou.

Sobre Bebianno, o senador disse que preferia não comentar e que a imprensa “poderia ajudar” ao não tocar mais no assunto, que “machuca todo mundo”, referindo-se ao pai e ao ex-ministro.

Com Estadão Conteúdo