Cristovam Buarque: é preciso exigir compromisso de Temer após impeachment

  • Por Jovem Pan
  • 31/08/2016 11h14
Comissão Especial do Impeachment 2016 (CEI2016) ouve, por sugestão dos governistas, os professores Geraldo Luiz Mascarenhas Prado, Ricardo Lodi Ribeiro e Marcello Lavenère. Em pronunciamento, senador Cristovam Buarque (PPS-DF). Foto: Marcos Oliveira/Agência SenadoCristovam Buarque - Ag. Senado

Ministro da Educação do Governo Lula, entre 2003 e 2004, o senador Cristovam Buarque (PPS-DF) assumiu que a escolha por votar a favor do impeachment de Dilma Rousseff não foi uma decisão fácil. Em entrevista exclusiva à Jovem Pan, o senador revelou que só decidiu no final do julgamento, que terminou na madrugada desta quarta-feira (31).

“Uma coisa a clara: a volta dela seria um desastre para o Brasil, mas eu tenho que cumprir o que está na constituição. E é preciso muita sutilidade para definir até que ponto é crime ou não, e porque fizemos isso com ela e não com os outros”, explicou.

Preocupado com a sequência do País após o afastamento definitivo de Dilma Rousseff, Buarque afirmou que é preciso exigir compromisso de Michel Temer, com manutenção de projetos sociais e mais competência na gestão. “Que ele inicie um processo de recuperação do crescimento e do emprego”, completou o senador.