Cunha pede a Cardozo para investigar denúncia de oferta de propina a Pinato

  • Por Agência Brasil
  • 11/12/2015 19h13
Brasília-Relator deputado Fausto Pinato, durante reunião do Conselho de Ética da Câmara, para discutir e votar o parecer sobre o pedido de cassação do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (Valter Campanato/Agência Brasil)Fausto Pinato

O presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), encaminhou nesta sexta-feira (11) ofício ao ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, solicitando que a Polícia Federal instaure inquérito policial para apurar as supostas denúncias sobre o possível oferecimento de propina ao deputado Fausto Pianto (PRB-SP), ex-relator do processo contra Cunha no Conselho de Ética da Câmara.

As denúncias foram publicadas pelo jornal Folha de S.Paulo desta sexta-feira. Na entrevista concedida ao jornal paulista, Fausto Pinato disse que desconhecidos lhe abordaram no aeroporto, em telefonemas e lhe ofereceram vantagens financeiras. Ele também informou que deputados aliados do presidente da Câmara lhe aconselhava a tomar cuidado com o relatório que iria apresentar no Conselho de Ética. Pinato disse que não chegou a receber oferta financeira de aliados de Cunha.

Ainda no ofício ao ministro da Justiça, Eduardo Cunha pede que caso não seja comprovada a veracidade das alegações contidas na matéria jornalística , “seja apurada eventual prática do delito de falsa comunicação de crime, tipificado no Artigo 340 do Código Penal”.