Da cadeia, Lula manda carta ao MST: “sairemos mais fortes”

  • Por Jovem Pan
  • 25/04/2018 14h24 - Atualizado em 25/04/2018 14h25
EFE/Gustavo Granata"Nós estamos do lado certo da história", disse o ex-presidente ao movimento ruralista

O líder do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) recebeu carta escrita pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) desde a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba, onde está preso.

Na missiva, Lula aponta que muitos dos “bom dias” que recebe diariamente de acampantes que permanecem perto da sede da PF na capital paranaense são de membros do MST.

O ex-presidente, condenado a 12 anos de prisão por favorecer a empreiteira OAS em troca de propina paga por meio de reforma no triplex de Guarujá, comparou sua prisão às injustiças vividas pelos membros do movimento que luta pela reforma agrária.

“Sairemos maiores e mais fortes desta situação. Nós estamos do lado certo da história”, diz o petista.

Em protestos contra a prisão de Lula, integrantes do MST já invadiram uma fazenda do empresário Oscar Maroni, que comemorou a prisão do petista, e o próprio triplex do Guarujá.

Veja a carta completa:

“Meus queridos companheiros do MST,

Sei que muitas das vozes que me desejam um “bom dia” todas as manhãs são vozes dos companheiros e companheiras do Movimento Sem Terra. O MST, mais do que ninguém, sabe o que é sentir na pele a dor da injustiça, da perseguição, dos processos fabricados e manipulados, e das inúmeras prisões e mortes de companheiros que lutam pela terra e por uma vida digna.

A dedicação, a solidariedade e o carinho que vocês demonstraram nas caravanas que realizamos pelo Brasil continuam firmes e fortes depois de todas as arbitrariedades cometidas contra mim. Eu tenho certeza que todos nós sairemos maiores e mais fortes desta situação. Nós estamos do lado certo da história.

A todos vocês que acreditam na minha inocência e lutam contra a injustiça, serei sempre grato.

Um abraço fraterno. Luiz Inácio Lula da Silva”