Damares diz que debate sobre gênero leva jovens a automutilação e suicídio

  • Por Jovem Pan
  • 05/06/2019 15h26
Marcelo Camargo/Agência Brasil"Pediatras estão preocupados com quando você diz pra uma criança que ela tem 70 identidades de gênero pra escolher", disse

A ministra Damares Alves relacionou, nesta quarta (5), a chamada “ideologia de gênero” ao aumento da automutilação e do suicídio entre jovens. A declaração foi feita durante uma audiência pública da chefe da pasta da Mulher, Família e Direitos Humanos na Comissão de Seguridade Social da Câmara dos Deputados.

“Todos vocês sabem que tenho uma posição muito clara quanto à ideologia de gênero”, afirmou. “Nós não estamos brigando contra a igualdade de salário entre homens e mulheres. Por que eu fui pra esse debate da ideologia de gênero? Porque os médicos me provocaram. Porque são os médicos, os pediatras que estão preocupados com quando você diz pra uma criança que ela tem 70 identidades de gênero pra escolher.”

A ministra disse que a “teoria de gênero”, como também denominou a tese, deve ter, em primeiro lugar, a chancela de pesquisadores, para que possa se tornar, de fato, uma pauta. “Mulher pode deixar de ser mulher? Homem pode deixar de ser homem? Essa discussão foi muito ruim da forma como foi apresentada. Uma teoria que ainda estava na academia e que foi trazida para as crianças sem nenhum preparo”, declarou.

“Temos que abordar, se a academia decidir que sim, que é cientificamente comprovado isso. Se for cientificamente comprovado, teremos que abordar”, emendou, acrescentando ser a favor do combate à discriminação.

Agência Brasil