De acordo com líderes, leitura do voto complementar da reforma da Previdência deve ser no dia 2

  • Por Jovem Pan
  • 27/06/2019 11h32
Luis Macedo/Câmara dos DeputadosO deputado Marcel Van Hattem, líder do Novo na Câmara, disse que para seu partido 'o melhor é uma boa reforma mesmo que com demora'

A leitura do voto complementar à reforma da Previdência, que deveria ter acontecido nesta quinta-feira (27) deve ser realizada na próxima terça-feira (2) no período da tarde, na Comissão Especial que analisa a matéria. A informação é de líderes que estiveram reunidos agora pela manhã com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Segundo o líder do Novo na Câmara, o deputado Marcel Van Hattem (RS), terça-feira é a data provável de leitura do voto complementar do relator Samuel Moreira (PSDB-SP), após a reunião de Maia com governadores, que deve ocorrer pela manhã.

“O mais sensível agora é ter os votos desses governadores (para incluir os Estados na reforma)”, disse Van Hattem. Os líderes esperam para incluir Estados na reforma a “contrapartida” dos governadores, que são os votos das bancadas estaduais. O líder do Novo disse que seu partido defende “que o melhor é uma boa reforma mesmo que com demora”.

O líder do Podemos, José Nelto (GO), deixou o encontro dizendo que o esforço é para votar a reforma da Previdência na semana que vem na Comissão Especial e no plenário da Câmara.

Também presente ao encontro, o líder do Solidariedade, deputado Augusto Coutinho (PE), confirmou que a provável data de votação na comissão é terça-feira e disse que o adiamento da leitura do voto foi motivado, principalmente, pela questão dos Estados e municípios.

*Com informações do Estadão Conteúdo