“Decisão descabida de lógica”, diz senadora sobre anulação de processo

  • Por Jovem Pan
  • 09/05/2016 13h32
Divulgação/Site Oficial"Ela foi muito corajosa", disse sobre a candidata da Rede

Em entrevista à Rádio Jovem Pan, a senadora Ana Amélia Lemos (PP-RS) definiu como “decisão descabida de lógica” a atitude do Presidente Interino da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-PB), em anular o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, na manhã desta segunda-feira (9). Ela confirmou que o deputado já está sendo expulso do Partido Progressista.

“Ele alega em sua justificativa para suspender o processo de que os partidos políticos não poderiam ter fechado questão em torno dessa matéria. É uma decisão descabida de lógica”, disse Amélia, com tom incrédulo.

Para a gaúcha, Maranhão desrespeitou o senado federal, já que o processo conduzido por Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi feito com o rito do Superior Tribunal Federal (STF). Ela destacou que a economia já teve uma piora com a decisão desta manhã.

“Eu acho que ela é desrespeitosa com a nossa casa. O senado veio para cá com o rito do STF. Veja o que isso apresentou, a euforia do palácio do planalto. O dólar subiu e a bolsa despencou. A economia está fragilizada e isso é muito ruim nesse momento”, ressaltou.

Com algumas suspeitas sobre como o presidente do senado Renan Calheiros (PMDB-AL) irá agir diante dessa verdadeira bomba, a senadora espera que ele defenda os interesses da instituição e do Brasil cm a sua decisão sobre o impeachment.

“Eu espero de ter motivo que o presidente da casa defenda o interesse da instituição. Respeitando tudo que o senado espera para manter o processo em andamento”, concluiu.