“Decisão será do conselho do banco”, diz Meirelles sobre afastamentos na Caixa

  • Por Estadão Conteúdo
  • 16/01/2018 21h17
José Cruz/Agência BrasilMinistro da Fazenda, Henrique Meirelles, ressaltou que a decisão de Temer, em afastar quatro vices da Caixa, segue recomendação do Ministério Público Federal e do Banco Central

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que a decisão do presidente Michel Temer de afastar quatro vice-presidentes da Caixa Econômica Federal foi tomada em caráter de urgência e que a decisão final caberá ao conselho de administração do banco. “Um novo estatuto está sendo aprovado e a partir daí o conselho assume o total controle do processo de nomeação e exoneração de vice-presidentes e de outros executivos da Caixa”, afirmou, em rápida conversa com jornalistas ao chegar ao Ministério da Fazenda. “Estamos acelerando muito a aprovação do estatuto aqui no Ministério da Fazenda e já marcamos a assembleia para o dia 19.”

Meirelles ressaltou que a decisão de Temer segue recomendação do Ministério Público Federal e do Banco Central. Sobre o fato de os órgãos terem pedido o afastamento de todos os 12 vice-presidentes, Meirelles disse que isso será analisado, mas que os VPs envolvidos em investigações são os que foram afastados. Ele reforçou que os executivos terão prazo para apresentar defesa antes de um possível afastamento definitivo. “O presidente Temer garantiu o direito constitucional de defesa de todos os que sofrem acusação”, afirmou.