Defesa da Rodrimar pede ao STF que desmembre processo dos Portos

  • Por Jovem Pan
  • 20/06/2018 10h08
Reprodução/TV GloboRodrimar é acusada de pagar mesadas de R$ 340 mil a Michel Temer

A equipe de defesa da Rodrimar, apontada como um das beneficiárias no Decreto dos Portos, encaminhou ao STF o pedido para que o inquérito seja desmembrado. Segundo os advogados da empresa, entre eles o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o processo deve ser encaminhado à primeira instância.

De acordo com a Blog da jornalista Andréia Sadi, do G1, a alegação é de que a Rodrimar não está envolvida em nenhum fato ocorrido no mandato de Michel Temer. Os advogados salientam ainda que “inexiste indicativo de qualquer eventual contrapartida recebida pela Rodrimar”.

Vale lembrar que a empresa é investigada por pagar mesadas de R$ 340 mil a Temer durante a década de 90. Como contrapartida, acabou beneficiada pelo Decreto assinado pelo presidente da República em 2017.