Delegada da PF descarta ‘piratas’ e atribui invasão de navio a traficantes

  • Por Renato Barcellos/Jovem Pan
  • 13/08/2018 14h56 - Atualizado em 13/08/2018 15h05
Divulgação/Assessoria Receita FederalAinda segundo a delegada, os bandidos estão diversificando a forma de agir

A invasão do navio “Grance Francia” no Porto de Santos nesta segunda-feira não foi promovido por “piratas”. De acordo com a delegada da Polícia Federal Luciana Fischini, em entrevista exclusiva à Jovem Pan, o ataque foi realizado por traficantes de drogas.

A delegada explicou que os suspeitos tentaram forjar a cena do crime para que se parecesse com o método dos “piratas”. “Após o pedido de socorro do comandante, houve uma força-tarefa da Polícia e da Receita, que através de uma trabalho de inteligência e investigação, identificaram os contêineres com a droga. Deixaram até dois contêineres de distração, para acharmos que foi um ato de piratas, mas na verdade foi uma ação de traficantes”, disse.

Os bandidos, de acordo com a análise de Luciana, estão diversificando a forma de agir devido ao rigor da ação policial no Porto. “A intensificação das fiscalizações e o cerco policial nas ações ilícitas no Porto (de Santos) estão obrigando os traficantes a realizarem manobras cada vez mais ousadas e arriscadas”, revelou Fuschini.