Após demissão de Decotelli, Heleno diz que ‘cada um é responsável pelo seu currículo’

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, informou que o GSI e a Abin são responsáveis por analisar ‘antecedentes criminais e contas’ de quem vai ocupar cargo no governo federal

  • Por Jovem Pan
  • 30/06/2020 18h30
Fátima Meira/Estadão ConteúdoO General Augusto Heleno é o atual ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI)

O ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno, informou no início da noite desta terça-feira (30) que o GSI e a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) são responsáveis pela análise de “antecedentes criminais, contas irregulares e pendentes, histórico de processos” de quem vai ocupar cargos no governo federal.

Ele, no entanto, ressaltou que quanto aos ministros de Estado, “cada um é responsável pelo seu currículo”. A fala de Heleno acontece após o pedido de demissão do ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli. Ele foi anunciado na última semana para a vaga deixada por Abraham Weintraub, mas ao menos quatro inconsistências em sua formação acadêmica fizeram o Palácio do Planalto adiar a cerimônia de posse, que estava prevista para esta terça.

“Aos desinformados: o GSI/ABIN examinam, sobre quem vai ocupar cargos no Governo, antecedentes criminais, contas irregulares e pendentes, histórico de processos e vedações do controle interno. No caso de Ministros, cada um é responsável pelo seu currículo”, escreveu no Twitter.