Deputada Clarissa Garotinho é condenada a pagar R$ 100 mil para desembargador por danos morais

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2019 14h37 - Atualizado em 10/01/2019 15h18
Reprodução/FacebookDeputada é filha de Rosinha e Anthony Garotinho

A deputada federal Clarissa Garotinho foi condenada pela 14ª Vara Cível do Fórum da Capital, no Rio de Janeiro, a pagar R$ 100 mil para o desembargador Luiz Zveiter, do Tribunal de Justiça do Estado, por danos morais. Ela, filha de Rosinha e Anthony Garotinho (ex-governador do Rio), teria publicado mentiras sobre o desembargador em suas redes sociais, bem como reproduzido as falas em entrevistas para jornais.

Em um dos vídeos que Zveiter utilizou para dar queixa da parlamentar, publicado em 2017, ela dizia que o magistrado fazia parte da “banda podre” dos poderes executivo e legislativo estaduais.

Na decisão que a condena, a juíza Flávia Gonçalves Moraes Alves explica que “é patente que a ré extrapolou o exercício do seu direito de crítica, pois questionou a idoneidade do autor, afirmando em rede social que seus atos eram contrários à lei, sem lograr produzir quaisquer provas neste sentido”.

A deputada federal, em sua defesa, alegou que estava reproduzindo falas veiculadas na imprensa. Para a juíza, entretanto, isso não quer dizer que Clarissa não seja responsável pelos danos causados à imagem do magistrado.

“A ré, ao veicular determinada notícia ofensiva em suas redes sociais, torna-se responsável pelos danos decorrentes da matéria veiculada”, diz o texto.

*com informações do Estadão Conteúdo